História

O Centro Comercial do Bom Retiro (atual Shopping Bom Retiro), projeto de 1959 e inaugurado durante os anos 1960, no Bom Retiro, de autoria de Lucjan Korngold. O arquiteto, judeu polonês que migra para o Brasil em 1940, projeta o empreendimento comercial para um grupo de investidores da comunidade hebraica formado por Charles Wolkowitz, Jose Solboln, Filip Citron, Erwin Citron e Benjamin Citron. Segundo Anat Falbel, arquiteto e investidores fazem parte de uma"imigração específica, cosmopolita, com origens na média e alta burguesia judaica europeia, que [..] traz consigo uma experiência empresarial, e que no Brasil divide suas iniciativas imobiliárias entre um restrito número de arquitetos imigrantes, pertencentes ao mesmo grupo,criando assim as associações entre o capital e o trabalho profissional" (2).Aproveitando o miolo de quadra, que pode ser acessado por dois lotes em ruas distintas - José Paulino e Ribeiro de Lima -, o arquiteto polonês projetou uma edificação contínua, com quatro pisos, que se encosta nos muros dos fundos dos lotes lindeiros, conformando uma clareira, no centro da qual dispôs uma pequena torre com dez andares. A arquitetura é fortemente marcada pela simplicidade geométrica do modernismo europeu, que se acomoda às restrições orçamentárias de um edifício voltado ao empreendimento imobiliário.

Ao contrário de Hautes Formes, onde Portzamparc solta a maioria de suas pequenas torres das construções lindeiras, Korngold – seguramente para aproveitar ao máximo o terreno disponível, afinal se tratava de um empreendimento privado e voltado para o mercado imobiliário – preferiu encostar a edificação contínua na linha divisória do terreno. Contudo, a disposição distinta dos volumes em Hautes Formes e no Centro Comercial do Bom Retiro não impede uma curiosa semelhança entre as duas implantações, com seus dois acessos locados em vias em lados opostos do terreno.

 

Centro Comercial, acesso rua José Paulino, Bom Retiro, São Paulo. Arquiteto Lucjan Korngold [KORNGOLD, Lucjan. Centro comercial do Bom Retiro. Acrópole, São Paulo, n. 253, nov. 1959]

 

Mesmo tendo sido publicado, ainda na condição de projeto, na revistaAcrópole (3), a crítica de arquitetura não deu muita atenção a centro comercial. Anat Falbel, a pesquisadora que foi mais a fundo sobre a obra de Korngold, menciona-o rapidamente em artigo para a revista AU, mas com a suficiente clareza acerca da qualidade do projeto:

"a proposta inovadora do Centro Comercial do Bom Retiro (1957) na Rua José Paulino (iniciativa original entre os inúmeros projetos de galerias comerciais construídas no Centro de São Paulo no período)"(4).

 

Centro Comercial, acesso rua Ribeiro de Lima, Bom Retiro, São Paulo. Arquiteto Lucjan Korngold [KORNGOLD, Lucjan. Centro comercial do Bom Retiro. Acrópole, São Paulo, n. 253, nov. 1959]

 

O centro comercial encontra-se até hoje em pleno funcionamento, totalmente adequado ao comércio popular da região. A conservação não é muito esmerada e algumas das lojas no avarandado superior – correspondente ao terceiro piso e que circunda todo o complexo – encontram-se fechadas. Mas a ocupação no térreo é total e o edifício no centro do lote abriga serviço e comércio em todos os seus pisos.

 

Centro Comercial, plantas, Bom Retiro, São Paulo. Arquiteto Lucjan Korngold [KORNGOLD, Lucjan. Centro comercial do Bom Retiro. Acrópole, São Paulo, n. 253, nov. 1959]

 

 

 

Centro Comercial, corte longitudinal, Bom Retiro, São Paulo. Arquiteto Lucjan Korngold [KORNGOLD, Lucjan. Centro comercial do Bom Retiro. Acrópole, São Paulo, n. 253, nov. 1959]